Transferência de dinheiro pelo WhatsApp: liberado para todos os usuários no Brasil

Transferência de dinheiro pelo WhatsApp: liberado para todos os usuários no Brasil

400

Na terça-feira, dia 29/06, o WhatsApp validou a função de transferência de dinheiro para TODOS os usuários no Brasil. Em maio a novidade foi lançada, mas a liberação ocorreu de forma gradual para os usuários. Por enquanto as transações só podem ser feitas entre pessoas físicas.

Para realizar as transferências, é preciso ter número de telefone do Brasil, pois somente estão autorizadas transações dentro do país e em moeda local.

Fique atento, pois não são cobradas taxas pelas transferências, os usuários podem enviar até R$1.000,00 (mil reais) por transação – é possível enviar mais do que este valor, mas em transferências separadas e cada usuário poderá receber até 20 transferências por dia. Há um limite mensal de R$5.000,00 para cada tipo de operação (recebimentos e envios).

Para usar o recurso, é preciso ter uma conta bancária com cartões de débito, pré-pago ou combo com as bandeiras Visa ou Mastercard de um desses bancos: Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi ou Woop Sicredi. Cartões de crédito não são válidos.

DÚVIDAS FREQUENTES:

  • O que preciso fazer para habilitar o serviço?

Na primeira vez que for utilizar o serviço de pagamento via WhatsApp, será preciso aceitar os termos de uso, criar uma senha (PIN) no “Facebook Pay” – empresa dona do WhatsApp -, cadastrar um cartão pré-pago ou de débito que seja pertencente as instituições parceiras e confirmar o cadastro na plataforma.

  • Onde aparece esta opção?

No campo de mensagem, no ícone de “clipe de papel” (Android) ou “+” (iPhone). Clique sobre ele e aparecerá a opção “pagamento”.

  • Como efetuar a transação?

Após clicar no ícone descrito acima, insira o valor e uma mensagem, que é optativa; clique em “pagar” e coloque a senha (PIN) criada do Facebook Pay. A transação vai aparecer como se fosse uma conversa, a pessoa precisa aceitar o pagamento para que o dinheiro caia na conta dela. Caso o contato não tenha habilitado o recurso de pagamentos do WhatsApp, uma notificação vai pedir para que ela cadastre o cartão no sistema para receber a transferência – isso precisa ser feito em até 2 dias, caso contrário o valor é reembolsado.

As transferências e pagamentos estarão protegidas por várias camadas de segurança, com senha ou biometria (para os dispositivos que são compatíveis) e todas as vezes que for feita alguma transação estas seguranças serão solicitadas.

No caso de uma possível clonagem do aplicativo, quando o golpista for instalar o WhatsApp em outro aparelho celular terá que inserir novamente os dados do cartão e senha (PIN) configurados inicialmente.

ARTIGOS SIMILARES

17