Tomei a vacina contra Covid-19. E agora?

Tomei a vacina contra Covid-19. E agora?

465

Muitas são as dúvidas dos brasileiros em relação à vacinação contra COVID-19. Parte do grupo prioritário já recebeu, inclusive a segunda dose. E fica a pergunta: nossa vida volta ao normal? Posso pegar COVID mesmo assim? Confira abaixo algumas respostas que pode ajuda-lo a entender melhor todo esse processo em meio à pandemia:

Posso pegar Covid-19 após a vacinação?
Sim. É possível ter sintomas da Covid-19, caso você se exponha ao vírus antes de o corpo criar a imunidade. Casos de contaminação após as duas doses podem apresentar sintomas leves. No caso da Coronavac, garantem que 100% daqueles que receberam o imunizante não vão morrer e nem desenvolver um quadro grave. Desses, 22% poderão apresentar sintomas leves da doença.

Já estou imunizado entre as duas doses da vacina?
Não, entre uma dose e outra, é preciso manter as medidas de isolamento e distanciamento social, além do uso de máscaras. Isso porque os anticorpos neutralizantes, que impedem a entrada do vírus nas células, ainda estão se formando dentro do organismo.

Posso transmitir Covid-19 mesmo vacinado?
Ainda não há estudo conclusivo para essa questão. As exceções são as vacinas americanas da Pfizer e da Moderna, que já realizaram estudos que mostraram que elas são eficazes em barrar a transmissão por parte de vacinados. Enquanto esses estudos não chegam, é essencial manter medidas de isolamento e distanciamento social e uso de máscaras, até que essas questões sejam respondidas.

Após a vacinação, o que estarei liberado para fazer?
Em março, o Centro de Controle de Doenças dos EUA publicou um guia para aqueles que receberam as duas doses da vacina e esperaram o período de duas semanas até a imunização. Fica liberado a visitação de pessoas que não estão nos grupos de risco dispensando o uso de máscara e distanciamento, além de viajar nacionalmente e internacionalmente sem realizar testes e quarentenas. Vale ressaltar que os EUA estão usando as vacinas Pfizer e Moderna, que comprovadamente barram a transmissão. Quanto às demais vacinas ainda não se sabe.

Quando retomaremos a nossa vida normal?
Infelizmente, ainda não é possível saber porque depende da aplicação dos imunizantes na população. A estimativa é que uma certa normalidade possa ser retomada quando cerca de 80% da população tiver sido imunizada. A volta da vida normal também depende de medidas de isolamento social para impedir que novas variantes, que podem ser resistentes à vacina, apareçam.