Petros alerta que os informes de IR estão temporariamente indisponíveis

Petros alerta que os informes de IR estão temporariamente indisponíveis

151

Em seu Portal, a Petros informou que está finalizando os informes do Imposto de Renda referentes ao ano-calendário de 2020 e que serão utilizados na declaração de ajuste anual que será feita neste ano. Para isso, os documentos dos anos anteriores ficarão temporariamente indisponíveis no Portal Petros e no aplicativo. Isso é necessário para que as informações atualizadas possam ser liberadas nos próximos dias.

De acordo com a Fundação, até 28 de fevereiro, o Informe Anual de Imposto de Renda será enviado por e-mail aos participantes. O documento também estará disponível no Petros App – que pode ser baixado na App Store e no Google Play – e no Portal Petros. Para evitar dificuldade no acesso ao documento, participantes, ex-participantes e quem recebe pensão judicial via Petros devem verificar se o e-mail está cadastrado corretamente na Fundação.

É importante lembrar que a Petros disponibiliza três informes: rendimentos, contribuições e empréstimos. O informe de rendimentos é para aposentados e pensionistas que recebem benefício da Fundação. O de contribuições reúne os pagamentos mensais feitos por participantes ativos de planos instituídos e as contribuições esporádicas feitas por participantes ativos de planos patrocinados. Nem todos os participantes ativos receberão informe de IR da Petros, já que as contribuições mensais ordinárias dos participantes patrocinados são registradas no documento fornecido pela empresa patrocinadora.

Já o informe de empréstimos é destinado aos participantes que tiveram contratos de empréstimo ativo com a Petros no ano de 2020. O participante receberá um documento que concentra as informações de todos os contratos de empréstimos com a Fundação.

Outro importante detalhe é que o informe da Petros não trará o demonstrativo de despesas médicas, informação fornecida pelos patrocinadores, responsáveis por administrar o serviço de assistência médica. A única exceção é no caso de assistidos que têm a Fundação como patrocinadora: ex-empregados da Petros e seus pensionistas.

Fonte: Portal Petros