FNP e Sindipetros rejeitam proposta da Petrobras

reajuste

A Petrobras, conforme acordo assumido na Carta RH/AM/RTS 50.079/15, assinada pelo gerente de Relações Trabalhistas e Sindicais da Companhia, Maurício Lopes Ferreira, encaminhou, em 17 de setembro, proposta para as cláusulas econômicas do Acordo Coletivo de Trabalho 2015-2017, que propõe reajuste das tabelas de salário básico em 5,73% e mesmo porcentual na Tabela da Remuneração Mínima por Nível e Regime (RMNR), dentre outras proposições.

 A FNP (Federação Nacional dos Petroleiros) e os Sindicatos dos Petroleiros reafirmaram rejeição ao método de negociação adotado pela Petrobras e aguardam nova proposta até o dia 30 de outubro.

 (Clique aqui e leia a íntegra da Proposta Econômica da Petrobras)