INSS antecipa pagamento do 13º e Petros adianta abono a planos BD

INSS antecipa pagamento do 13º e Petros adianta abono a planos BD

569

A Petros anunciou em seu portal que vai acompanhar a definição do governo federal que, em função da pandemia do coronavírus, vai adiantar o pagamento do abono do INSS para maio e junho. Portanto, quem recebe o benefício da Previdência Social pela Petros terá a primeira parcela creditada pela Fundação no dia 25 de maio. Já a segunda parcela do 13º benefício do INSS será paga em 25 de junho. Devido a essa decisão, a Petros também antecipará para maio e junho o pagamento do abono referente à suplementação de aposentados e pensionistas de todos os planos de benefício definido.Vale ressaltar que aposentados e pensionistas dos quatro planos Petros do Sistema Petrobras (PPSP-R, PPSP-NR, PPSP-R Pré-70 e PPSP-NR Pré-70) que optaram por não receber a primeira parcela do 13º benefício da suplementação Petros em fevereiro terão esse valor creditado pela Fundação no dia 25 de maio, como previsto em regulamento, juntamente com o INSS. Já a segunda parcela do 13º benefício da Petros será recebida por todos os aposentados e pensionistas desses quatro planos em 25 de junho, pois, também conforme regulamento, o pagamento deve ser realizado junto com o da Previdência Social.

Já aposentados e pensionistas dos demais planos de benefício definido — Petros Lanxess, Petros Nitriflex/Lanxess e Petros Ultrafértil — também vão receber a primeira parcela do 13º benefício Petros no dia 25 de maio, pois o pagamento deve ocorrer juntamente com o do INSS, conforme definido em regulamento. Já a segunda parcela será paga aos assistidos desses três planos em 25 de junho.

As pessoas que recebem pensão judicial de assistidos desses sete planos também terão a primeira parcela do abono do INSS e/ou da Petros creditada em 25 de maio e a segunda, em 25 de junho.