Imunidade em tempos de pandemia: Saiba como evitar doenças respiratórias

Imunidade em tempos de pandemia: Saiba como evitar doenças respiratórias

153

Durante os meses mais frios do ano, aumentam os casos de doenças respiratórias, como asma, bronquite, rinite alérgica, sinusite, gripes e pneumonias. Este ano, com a pandemia de Covid-19, os cuidados precisam ser redobrados.

No inverno, o tempo seco, as mudanças bruscas de temperatura e a baixa umidade do ar contribuem para o aumento das alergias respiratórias devido à alta concentração de poluentes na atmosfera. Com isso, os mecanismos de defesa do organismo diminuem consideravelmente. Para evitar problemas mais graves, além de deixar os ambientes arejados, o ideal é manter a imunidade em dia.

Mas como fazer isso? Segundo o Dr. Alexandre Okamori, imunologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, diversos hábitos diários podem contribuir para melhorar nossa imunidade. “Procure sempre fazer refeições saudáveis e balanceadas, com ampla ingestão de frutas e verduras. Também é importante beber bastante líquido, principalmente água, ficar atento à qualidade do sono e praticar atividades físicas regularmente, mesmo em casa”, destaca.

Saúde mental x Imunidade

Além dos cuidados com a saúde física, o médico ressalta a importância de manter a saúde mental em dia, principalmente em tempos de isolamento social.

Durante os meses mais frios do ano, aumentam os casos de doenças respiratórias, como asma, bronquite, rinite alérgica, sinusite, gripes e pneumonias. Este ano, com a pandemia de Covid-19, os cuidados precisam ser redobrados. “O estresse, a ansiedade e outras alterações emocionais são fatores que podem contribuir para a baixa imunidade. Por isso, o contato com familiares e amigos por meio de ligações e videoconferências é essencial para manter a socialização. Desenvolver novos hobbies e inserir atividades de lazer, ainda que virtuais, também ajudam a manter a mente saudável”, explica.

Para o Dr. Alexandre, os idosos pertencem a um grupo que merece um cuidado extra quando se fala em imunidade, devendo dar uma atenção especial para a alimentação e as atividades físicas, sem deixar de lado o sono regular e a saúde mental. “Conforme o corpo envelhece, ocorrem alterações nas defesas do organismo, favorecendo o aparecimento de doenças”, comenta.

O médico alerta ainda sobre fórmulas ‘mágicas’ que prometem aumentar a imunidade. “Não existe um medicamento específico com essa função. A imunidade é um fator imprescindível para a defesa do organismo contra agentes invasores, sejam bactérias ou vírus, como o da influenza ou a própria Covid-19. Mas, para proteger o corpo contra vírus ou bactérias, a maneira mais eficiente continua sendo a adoção de hábitos saudáveis.

Imunidade em alta x saúde em dia

  • Mantenha o organismo hidratado.
    • Evite fumar ou se expor a ambientes com muita poeira ou fumaça.
    • Deixe o ambiente arejado, com janelas abertas. As bactérias ficam concentradas em locais fechados. • Evite o contato com pessoas gripadas ou resfriadas.
    • Tente respirar sempre pelo nariz e não pela boca, pois as narinas têm a função de filtrar e aquecer o ar que entra.
    • Lençóis, edredons e roupas devem ser expostos ao sol e lavados sempre que necessário.
    • A alimentação deve ser balanceada com sopas e caldos ricos em verduras e legumes. As frutas são essenciais, principalmente as que contêm vitamina C, como a laranja. Elas ajudam a prevenir gripes e resfriados.