Coronavírus: por que os idosos devem ficar em casa?

Coronavírus: por que os idosos devem ficar em casa?

243

Se você tem pelo menos 60 anos, já deve ter visto e passado por muita coisa. Mas o Coronavírus tornou-se uma ameaça jamais vista pelas últimas gerações e exige um esforço mundial inédito.  No caso dos idosos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que eles devem ficar bem fechados dentro de casa.

E não é exagero. Até o momento, as informações científicas asseguram que a ação do Coronavírus é especialmente agressivo contra os mais velhos: além dos sintomas serem mais severos, o risco de morte pode chegar a ser 74 vezes maior do que em relação à faixa etária de 10 a 19 anos. Saiba o porquê da medida preventiva para esse grupo, considerado de risco pela OMS:

Idosos são os mais afetados

Um paciente jovem, por exemplo, pode ir num caso grave para o respirador e se recuperar após o ciclo da doença de 10 a 14 dias. Já o idoso tem pouca reserva para os seus órgãos funcionarem. Pode descompensar o coração, os rins, principalmente se tiver outros problemas de saúde.

Imunidade reduzida com a idade

Os idosos têm, em geral, uma capacidade imunológica mais reduzida para fazer frente a infecções. Por esse motivo, gripes costumam evoluir mais facilmente para uma pneumonia entre pessoas mais velhas do que entre jovens.

Co-morbidades aumentam o risco

A ação do vírus se apresenta mais agressiva em pacientes que possu am outras doenças associadas, como diabetes, hipertensão, problemas respiratórios e/ ou cardiovasculares. Essas doenças, geralmente, são mais comuns em idosos e que aumentam o risco de agravamento por uma eventual contaminação pelo Coronavírus.

O contato com o vírus pode ser em qualquer lugar

Ficar em casa é ficar em casa. Não é a mesma coisa do que dar uma volta rápida pela quadra, ir à padaria na esquina ou sair do apartamento para caminhar pelos corredores ou áreas comuns do edifício. Esse micro-organismo é capaz de sobreviver por horas ou mesmo por vários dias em determinadas superfícies, como plástico. Então, se você sai de casa mesmo que seja para um rápido passeio, já está se expondo a um risco.

Seu isolamento ajuda outras pessoas

Estima-se que o nível de transmissão desse novo vírus seja de pelo menos 2,5, ou seja, cada pessoa infectada passa o micro-organismo adiante, em média, para outras duas a três pessoas. É bem mais do que a média do vírus influenza, que provoca a gripe e fica em cerca de 1,5. Ao evitar sair à rua, você reduz o ritmo de contágio e evita o colapso do sistema de saúde.

 

ARTIGOS SIMILARES